Revender roupas: Como começar investindo pouco

Foto do avatar que representa a equipe do Sacoleira de Sucesso Escrito por Simone
em 23 de dezembro de 2018

Quer revender roupas investindo pouco dinheiro, mas não sabe por onde começar?

Ou, já trabalha com revenda, no entanto, não consegue bons resultados?

Seja como for, neste artigo vou tirar suas dúvidas e colocá-la no caminho certo.

Continue lendo.

Compensa trabalhar revendendo roupas?

Não se sabe ao certo quando o ser humano começou a usar roupas, no entanto, é provável que sempre vamos depender de uma vestimenta, tanto por questões sociais, culturais ou por pura necessidade.

A menos que esteja lendo este artigo, de alguma tribo isolada da Papua Nova Guiné.

Nossas roupas possuem um prazo de validade, com o tempo elas vão se desgastando, sendo necessária a reposição por novas peças. Dessa forma, o mercado de vestuário se mantem aquecido, tornando-se uma boa opção para iniciar um negócio.

No entanto, para que sua revenda de roupas tenha sucesso, é de suma importância que, acima de tudo, seja feito o planejamento do negócio.

Planejar é preciso

Sim,é preciso planejamento em primeiro lugar, antes de ir às compras.

Muitas pessoas pulam esta etapa, por acharem perda de tempo, ou por ser muito trabalhoso, apesar de ser uma etapa fundamental.

E devido a isso, acabam fracassando!

O planejamento atua como uma base sólida, onde a partir dele, você vai erguer sua edificação, ou seja, sua revenda de roupas.

Como planejar minha revenda de roupas?

Mulher planejando como revender roupas

Basicamente, são cinco etapas principais a fim de planejar como revender roupas, são elas:

1° Definir público-alvo e nicho de negócio

Primeiramente, você precisa definir qual é o seu público-alvo, mas afinal de contas, o que é isso?

São um grupo de pessoas que possuem características em comum, as quais, seu produto atende, ou seja, seus futuros clientes.

Por exemplo, vamos supor que depois de muito estudo, você decidiu que vai começar a revender roupas infantis. Neste caso, qual é seu público-alvo?

São mulheres ou homens que possuem filhos ou filhas, que estão na mesma faixa etária das roupas que você revende.

Enfim, porque eu preciso saber isso?

Uma vez que seu público-alvo é definido, não se faz mais necessário vender de tudo um pouco, sendo possível focar em um nicho específico de produtos, diminuindo seu investimento em estoque desnecessário e aumentando suas chances de venda.

No ramo de vestuário, existem diversos nichos onde é possível iniciar sua revenda de roupas, por exemplo:

Entre outras.

Cabe a você identificar em qual segmento tem mais intimidade, bem como, qual segmento está atualmente sendo mal atendido no mercado onde você vai atuar.

Ou então, qual nicho está em alta no momento, como por exemplo, as Tshirts.

Com suas frases ousadas e estampas coloridas, ganharam o gosto do público feminino.

Dessa forma, comprar Tshirts no atacado para revender, pode ser uma boa opção.

No entanto, antes de tomar qualquer decisão é necessário ir para o próximo passo.

É ai que entra a pesquisa de mercado.

2º Pesquisa de mercado

Muito bem, uma vez que sabe-se quem é seu público-alvo e em qual nicho vai atuar, é hora de pesquisar o mercado.

A pesquisa de mercado vai te ajudar a analisar alguns pontos importantes em relação a concorrência, por exemplo:

  • Estratégia de vendas;
  • Pontos fortes e fracos;
  • Fornecedores;
  • Preço de venda;
  • Qualidade dos produtos;
  • Formas de pagamento utilizadas

Foque nos pontos fracos da concorrência, visando supri-los na sua revenda, pois esse é um diferencial importante que você precisa ter, a fim de atrair novos clientes.

O mais importante é identificar ao final da pesquisa mercadológica, se o segmento escolhido tem potencial lucrativo. Dessa maneira é possível dizer se há como prosseguir para os próximos passos ou não.

3° Local de venda

Logo após pesquisar o mercado, é o momento de decidir como os produtos de sua revenda serão vendidos, através de uma loja física, loja online ou talvez, se tornar uma vendedora autônoma de roupas, popular “sacoleira”.

Cada opção apresentada possui vantagens, assim como, desvantagens, por exemplo:

Loja Física

Revender roupas em uma loja física garante melhor experiência do cliente, pois o mesmo pode pegar e experimentar os produtos.

Além disso, a retirada do produto após a compra, é feita imediatamente.

No entanto, quem fizer esta escolha, terá um alto investimento com aluguel, água, luz, impostos e funcionários, e o horário de funcionamento é restrito.

Loja Online

Revender roupas online gera um alcance maior de público, podendo abranger todo território nacional.

Além disso, não possui restrição ao horário de funcionamento, ficando disponível 24 horas por dia, assim como, não se faz necessário o gasto com equipe de vendas e despesas fixas.

No entanto, existem custos com implantação e marketing digital de um e-commerce, além disso, a experiência do cliente não é boa, pois não consegue experimentar o produto.

O prazo de entrega e valor do frete podem ser fatores determinantes na hora da compra.

Sacoleira ou Revendedora Autônoma

Para quem deseja iniciar um negócio com baixo investimento, a melhor opção é revender roupas como sacoleira. Pois o investimento inicial é baixo, sendo que, o estoque não precisa ser grande.

Além disso, não terá despesas com aluguel, água, luz e equipe de vendas. Bem como, vai ter mais intimidade com o cliente e gerar mais comodidade ao mesmo.

No entanto, o tempo deve ser bem controlado, pois seu horário de trabalho funciona de acordo com a disponibilidade do cliente.

É possível agregá-la utilizando ferramentas online, como Facebook, Instagram e Whatsapp, a fim de divulgar seus produtos e melhorar a comunicação com o cliente.

4º Escolher o fornecedor

Em seguida, chega a hora de escolher onde comprar as roupas para sua revenda.

Independente se vai revender roupas direto de fábrica, roupas de marcas importadas ou por catálogo, o mais importante, é que sejam, acima de tudo, produtos de qualidade.

A fim de fidelizar seu cliente e gerar um marketing boca a boca positivo, é indispensável que suas roupas tenham QUALIDADE.

Uma boa opção é comprar no atacado, neste caso, há uma quantidade mínima de compra, no entanto, o valor das peças é menor, aumentando a margem de lucro.

Existem três tipos de fornecedores:

  • Fornecedor físico: Nesse caso, é preciso se deslocar até ele a fim de fazer as compras. Este pode ser, um shopping, uma feira, ou até mesmo uma fábrica. É importante marcar as despesas com viagem e alimentação.
  • Fornecedor Online: As compras são feitas online, por meio de algum e-commerce ou aplicativo, sendo assim, paga-se o frete a fim de receber sua encomenda em casa. Muito cuidado com a procedência do fornecedor e o valor do frete.
  • Representante: É aquela pessoa que te faz uma visita de tempos em tempos, com as últimas novidades da moda. No entanto, muito cuidado com o valor das peças, geralmente possuem valor agregado.

Conforme a sua escolha de fornecedor, é interessante verificar a política de troca, caso você não consiga revender as peças. E também a forma de pagamento, dependendo qual é o seu fluxo de caixa, pode ser necessário a compra parcelada no cartão de crédito ou cheque.

O grande desafio é, comprar roupas baratas e com qualidade. Pois quanto maior for a diferença, entre o preço de compra e o preço de venda de seus produtos, maior será seu lucro, em outras palavras, mais dinheiro no bolso.

Se você já quer eliminar qualquer tipo de dor de cabeça com fornecedor da sua vida, eu recomendo que adquira uma lista de fornecedores premium.

Onde todos os fornecedores são testados e de confiança. Garantindo assim, a entrega de produtos de qualidade.

Para acessar a melhor lista do mercado, que é recomendada pelo blog Sacoleira de Sucesso, clique no banner abaixo:

5º Formas de pagamento

O que toda pessoa, que começa a trabalhar com revenda de roupas sonha, é que o seu cliente pague à vista, mas infelizmente não é isso que acontece.

Então, se você não quer se incomodar com cobrança, e não quer perder vendas, eu recomendo fortemente, que adquira uma máquina de cartão de crédito e débito.

Ok, mas eu não posso vender na “fichinha”ou no crediário?

Pode sim, mas apresente esta opção apenas para pessoas próximas, parentes ou amigos.

Nas vendas utilizando a máquina de cartão, é preciso pagar uma taxa a cada transação realizada. No entanto, o risco de sofrer algum calote é nulo, preservando a saúde financeira da sua revenda, principalmente no início.

Agora só depende de você

Mulher conquistando seu objetivo de revender roupas

Por fim, com o planejamento bem encaminhado, é hora de botar a mão na massa e ir às vendas.

Boa sorte e sucesso!!

O que achou do artigo? Fica mais fácil iniciar uma revenda de roupas com estas dicas? Responda nos Comentários!

Sugestões imperdíveis

E ai, gostou do conteúdo? Deixe seu comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ranielli Matos em 11-09-2021

Foi de muita importância!estava precisando dessas informações. Muito obrigada!

Leidjane Ferreira da Costa em 22-08-2021

Amei a dica me ajudou a tomar decisões muito importantes obrigado.

Edigle em 11-05-2021

Bom dia! Agradecida, pela dicas.

Patricia Garcia em 27-03-2021

amei seu blog, acho de muita ajuda pra pessoas como eu que ta començando na area. so posso falar obrigada

JOELIA DOS SANTOS RODRIGUES em 11-12-2020

Muito bom seu artigo. Amei! Obrigada.

Roziane Maia em 09-12-2020

Gostei muito das dicas, foi muito importante pra mim.

Evany Barros em 22-10-2020

Amei!

andrymaria em 16-10-2020

Bem interessante! Ajudou bastante! Obrigada!

Aline em 18-08-2020

Amei!Obrigada pela ajuda.

Monique em 29-07-2020

Ameiiii maravilhoso

Joelmir em 24-06-2020

Uma verdadeira aula! Parabéns e obrigado por partilhar tamanho conhecimento construtivo e motivador... Estou no desejo de iniciar um trabalho com vendas de roupas infantis com minha esposa, e tudo o que li aqui foi de grande importancia para me fazer crer que da certo.

Silveane em 08-06-2020

Achei bem produtivo, e tirou algumas dúvidas que estava me deixando confusa. Gostei.

Jessica em 07-06-2020

Nossa essas dicas vão me ajudar muito ! Obrigada .

johnatan da cruz silva em 31-05-2020

Gostei!

Regina em 29-05-2020

Ótimas dicas! Estava em dúvida agora, mas agora, tenho certeza!

elen felix em 23-03-2020

achei muito edificante e muito importante para quem esta querendo iniciar algo assim. obrigado pelo conteúdo!

Sirlene em 13-03-2020

Gostei das dicas,

Maria José em 09-03-2020

Parabéns ótimas dicas

Nina em 22-02-2020

Parabéns, ótimas dicas, infalíveis.

Maria Aparecida dias Vieira em 12-02-2020

Amei muito boa otimo.. Obrigada

Lucivania em 29-01-2020

Eu adorei suas dicas, me ajudou muitooo.

Francislene em 21-11-2019

Muito boa as dicas, obrigada por compartilha-las

Aline em 11-10-2019

Muito boa as dicas. Você Arrasou.

Maria barros em 15-07-2019

Gostei das dicas.muito bom